quarta-feira, 30 de novembro de 2016

TESTE DE VERIFICAÇÃO DE PERSONALIDADE ALFA-BETÍSTICA


Introdução

Esse teste foi elaborado com a finalidade de determinar a personalidade e o nível Alfa-betísticos do homem, analisando-se características físicas, psicológicas, sociais e comportamentais individuais. Seu uso é fundamentado, basicamente, nas relações humanas e é através dele que se pode entender a dinâmica social Alfa-betística, a que ponto mudanças são possíveis e em que medidas elas podem acontecer, visando o bem-estar social do indivíduo e da coletividade.

No teste, a fim de ser o mais fidedigno possível à realidade do homem, são trabalhadas questões sociais (relacionamentos interpessoais fraternais e afetivos), psicológicas, comportamentais, físicas, sexuais e profissionais, totalizando 20 questões de múltipla escolha, devendo ser assinalada apenas uma alternativa em cada. Cada questão possui uma pontuação (a=5, b=4, c=3, d=2, e e=1), devendo ser somadas todas as alternativas a fim de se chegar ao Número Alfa-betístico, que varia entre 20 e 100. Obtido o número Alfa-betístico, deverá ser consultada a tabela de classificação do nível de personalidade Alfa-betística, a qual possui seis classificações: Alfa, Semialfa, Beta A (nível normal), Beta B (nível médio), Beta C (nível imundícia) e Beta D (nível excremento).

O teste deve ser respondido da forma mais sincera possível, sem extremismo ou achismos. As personalidades Alfa-betísticas e suas definições podem ser consultadas no post: As personalidades Alfa-betísticas e seus representantes. Vamos ao teste!


TESTE DE VERIFICAÇÃO DE PERSONALIDADE ALFA-BETÍSTICA


1. Qual sua estatura?
a) Mais de 1,80m;
b) Entre 1,75m e 1,80m;
c) Entre 1,70m e 1,75m;
d) Entre 1,65m e 1,70m;
e) Até 1,65m.

2. Com relação ao seu peso:
a) É sarado, possui braços volumosos e peitoral protuberante;
b) Tem corpo normal, não é gordo e nem magro; as roupas caem bem em você;
c) Você é um pouco acima do peso (aparece um pouco de “tetinha”) ou um pouco magro com ombro fino;
d) Você é gordinho com “tetinha” ou magrelo, possuindo o quadril mais largo em relação aos ombros;
e) Você é gorducho ou magricelo ao extremo.

3. Sua voz:
a) É grossa e potente em volume;
b) É grossa, mas não muito alta;
c) Voz normal, não chama a atenção quando você fala;
d) Entre voz fina e voz de adolescente no início da puberdade ou voz rouca;
e) Voz fina.

4. Com relação a sua aparência:
a) Tem boa aparência e chama a atenção das pessoas pela beleza. Rosto quadrado, nariz e pele bonita. É muito elogiado;
b) Tem boa aparência, traços delicados, mas não chega a ser um galã;
c) Aparência normal, nem bonito, nem feio. Pode ter pequenos problemas com acne;
d) Feio e pode ter problemas com acne ou cicatrizes de acne. Pode usar óculos;
e) É horrível e causa repulsa nas pessoas. Rosto com traços assustadores e desproporcionais. Tem problemas sérios com acne ou pele com bastante cicatriz de acne. Pode usar óculos com lente grossa ou ter defeito físico visível.

5. Como você se veste?
a) Usa roupas com bom caimento, seguindo o padrão. Pode estar na moda. Chama a atenção positivamente;
b) Usa roupas com bom caimento;
c) Usa roupas normais, que não chamam a atenção positivamente e nem negativamente;
d) Usa roupas que não combinam com seu corpo te deixando mais estranho e tosco do que já é ou se veste para ser aceito em grupos isolados (geralmente nerd), como alternativos ou cosplay;
e) Usa roupas que, definitivamente, não combinam ou roupas de pobre/mendigo, causando repulsas terríveis nas pessoas, as quais sentem vergonha de serem vistas conversando com você. Podem dizer que você é nerd, desleixado, tosco, fedido, entre outras qualidades negativas.

6. O que você faz no seu trabalho? (Se está desempregado recentemente marque o que fazia antes)
a) Diretor, gerente, chefe, cargo de comandou proprietário de um negócio grande, possuindo um salário muito bom;
b) Cargo em que você tem poucos subordinados ou é autônomo e possui salário relativamente bom;
c) Você trabalha em uma função tranquila, sem muita gente mandando em você, ou é autônomo em um pequeno negócio com pouquíssimos funcionários;
d) Você está na base da pirâmide, um reles trabalhador mandado por todos. Possui salário baixo;
e) Desempregado há um bom tempo, tem currículo ruim e não consegue nem subempregos.

7. Quando você chega a um grupo novo de pessoas:
a) Consegue se integrar facilmente, faz vários amigos e se destaca;
b) Consegue se integrar normalmente e faz vários amigos;
c) Apenas participa do grupo, fazendo um ou dois amigos, mas não se destaca;
d) Não consegue se integrar, não consegue se manifestar e não demonstra segurança ou bons atributos para novas amizades;
e) Não consegue se integrar e fazer novas amizades, tem medo das pessoas, fica com vergonha e gagueja quando tem que se manifestar; as pessoas tiram sarro de você.

8. Quando precisa falar com alguém novo ou em frente às pessoas:
a) Você fala bem, demonstra confiança e é engraçado (não um palhaço tipo o Tiririca);
b) Fala bem e sabe transmitir o seu recado;
c) Transmite o recado, mas não chama a atenção de ninguém;
d) Não consegue falar bem em público e fica nervoso;
e) Não consegue falar bem em público, fica nervoso, gagueja e se perde na fala; não transmite nenhuma confiança.

9. Com relação à pequenos reparos:
a) Você entende pelo menos o básico de mecânica automotiva e pequenos reparos domésticos (não precisa saber tudo ou ter noções aprofundadas);
b) Sabe um pouco de tudo; se não sabe, pesquisa, aprende e faz;
c) Sabe fazer pequenas coisas que não requerem conhecimento específico, mas prefere chamar alguém para fazer;
d) A maioria das coisas não sabe fazer e se sabe o básico, prefere não fazer para não passar vergonha;
e) Não sabe fazer nada e é atrapalhado. Um verdadeiro inútil.

10. Em uma discussão:
a) Você defende o seu ponto de vista com bons argumentos, boa entonação de voz, demonstrando confiança e um bom poder de persuasão;
b) Sabe argumentar, fazendo isso quando necessário;
c) Evita discutir e se discute, prefere as saídas que não te exponham na frente dos outros;
d) Demonstra insegurança e nervosismo; prefere não discutir, aceitando o que falam;
e) Aceita tudo o que falam, trava na hora de falar, gagueja, pede desculpas mesmo sem dever nada e mostra claramente a sua insegurança e nervosismo.

11. Você tem quantos amigos de verdade para se divertir (fazem churrascos, tomam cerveja, jogam futebol, pescam e falam de mulher)?
a) Mais de 5;
b) Entre 3 e 5;
c) 2;
d) 1;
e) Nenhum.

12. Seus amigos:
a) São descolados e te adoram; não abrem mão de te convidar para se divertir;
b) São descolados e você sai com eles com certa regularidade;
c) Tem poucos amigos e eles são normais, não fedem e não cheiram;
d) Tem poucos amigos e eles são toscos como você ou até mais;
e) Não tem amigos, porque ninguém gosta de você.

13. O que você gosta de fazer depois do trabalho?
a) Sai feliz do trabalho e sobra tempo para outras atividades (faculdade, curso, academia, happy hour etc.);
b) Chega cansado, mas não abre mão de atividades essenciais (cursos, academia etc.);
c) Chega em casa, conversa com familiares, amigo ou companheira, assiste tv e come;
d) Chega destruído, triste e só quer saber de dormir;
e) Está desempregado, desolado, não consegue emprego e fica depressivo em casa.

14. O que você gosta de fazer nos fins de semana?
a) Tem hobbies com contato físico e social que não abre mão (futebol, pesca, luta etc.), aliado a happy hour (não precisa ser em todos os fins de semana, mas na maioria). Sempre tem uma mulher para transar quando está com vontade;
b) Happy hour pelo menos um fim de semana por mês, têm pelo menos uma ficante/namorada e você transa quando tem vontade;
c) Às vezes você sai com poucos amigos ou fica com uma mulher quando sai. Pode sair com namorada/ficante e de vez enquanto faz um sexo;
d) Programa chato com amigo tosco e sem graça ou pode ter uma namoradinha feia e zoada, vocês até saem, mas você sempre paga a conta e transa muito pouco com ela;
e) Fica sozinho em casa, depressivo, assistindo séries, pornô ou jogando vídeo game.

15. Em eventos sociais, se estiver solteiro (festa, bar, balada ou baile):
a) Vai com uma boa companhia feminina ou até amigos descolados, diverte-se muito, conhece pessoas novas, troca telefones e garante um sexo posterior, não se preocupando em se relacionar com alguém, pois isso acontece naturalmente;
b) Vai com acompanhante mulher ou amigos, e lá se diverte sem se preocupar com o que acontecerá na noite.;
c) Conversa um pouco e até consegue se relacionar com uma mulher mediana de vez em quando;
d) Vai sozinho ou com amigos toscos, gasta bastante dinheiro com bebida, bebe para tentar ganhar confiança, sente-se deslocado e não se relaciona com ninguém;
e) Vai sozinho ou com amigos toscos, gasta bastante dinheiro com bebida, bebe para tentar ganhar confiança, sente-se deslocado e não se relaciona com ninguém. Termina a noite vendo que não se divertiu, torrou dinheiro e se sente uma insignificante e desprezível, que morrerá sozinho.

16. Em grupos sociais, com as mulheres, você:
a) Tem um bom contato com elas, não teme a aproximação, tem o respeito e a admiração delas;
b) Tem um bom contato com elas e não teme a aproximação;
c) Conversa um pouco, mas não chama a atenção de nenhuma;
d) Até conversa se necessário, mas evita por não se sentir aceito no grupo. Caso tenha amizade, você é o “amiguinho delas”, aquele pobre escravo que vive fazendo favores, mas nunca pega. Quando sai com alguma, paga horrores para as agradar;
e) É invisível para elas ou motivo de chacota. Elas têm nojo de se aproximar de você.

17. Quando você tem um encontro ou vai a algum evento social onde tenham mulheres:
a) Você vai de carro, cujo valo é maior que R$50.000,00 mil;
b) Você vai de carro, cujo valo é entre R$30.000,00 e R$50.000,00;
c) Você vai de carro popular;
d) Você vai de carro velho e podre ou de moto lixo;
e) Você vai de ônibus ou não vai.

18. Com quantas mulheres você já teve relações sexuais (prostitutas não contam)?
a) Mais de 10;
b) Entre 5 e 10;
c) Entre 3 e 5;
d) 1 ou 2;
e) Nunca transou.

19. Quanto tempo, geralmente, você fica sem transar?
a) Até 15 dias;
b) Entre 15 dias e 1 mês;
c) Entre 1 e 3 meses;
d) Mais de 3 meses;
e) Nunca transou.

20. Quando você faz sexo (com prostitutas não conta):
a) Você faz um sexo selvagem. A mulher sente muito prazer, demonstra entusiasmo, faz sexo oral caprichado, geme de prazer e tem muito tesão em te fazer gozar; elas sempre querem mais e te procuram;
b) Faz um sexo legal, gostoso, fazendo com que elas queiram repetir a dose;
c) Segue a sequência sempre, sem variar muito. Você sempre tem que procurar a mulher para o sexo e agradá-las bastante para poder “merecer” ganhar;
d) Faz sexo raramente, e quando faz parece que é um sexo morno e sem graça. A mulher não se sente à vontade com você e dificilmente quer repetir;
e) Você não faz sexo porque nenhuma mulher te quer.

----------------------------------------------------------------------------------------

NÚMERO ALFA-BETÍSTICO

Cada uma das 20 alternativas possui uma pontuação específica (a=5, b=4, c=3, d=2, e e=1). Devem ser somadas as pontuações das 20 alternativas a fim de se constituir o número Alfa-betístico, que varia de 20 a 100.

Fórmula alternativa: nº A x 5 + nº B x 4 + nº C x 3 + nº D x 2 + nº E x 1 = número Alfa-betístico


TABELA DE CLASSIFICAÇÃO DOS NÍVEIS DE PERSONALIDADE ALFA-BETÍSTICA

Com o número Alfa-betístico, basta consultar a tabela abaixo e obter a classificação do nível Alfa-betístico.
 
Nível Alfa-betístico
Alfa
Semialfa
Beta A
Beta B
Beta C
Beta D
Número Alfa-betístico
91-100
76-90
51-75
41-50
26-40
20-25

Consulte os conceitos dos níveis em: As personalidades Alfa-betísticas e seus representantes.


Atenção:

- O intuito do teste é ser objetivo, com o mínimo de questões possível, para ser mais rápido de ser respondido e mais dinâmico, porém sem perder a confiabilidade dos resultados;
- Embora para alguns este teste pareça óbvio, ele fornece meios formais para se classificar personalidades e servir como fonte de citação;
- As perguntas de número 1 a 5 abrangem questões envolvendo características físicas; as de 6 a 10 envolvem questões profissionais; as de 11 a 15 tratam sobre relacionamentos interpessoais fraternais; as de 16 a 20 tratam sobre relacionamentos interpessoais afetivos;
- O teste pode não dar certo caso o homem seja muito jovem (16 a 19 anos, por exemplo) e não tenha renda, posses e experiências sociais/afetivas em virtude da idade como uma limitadora. Para tanto, nesses casos, deverá fazer uma projeção de como seria sua vida. 
- Esse teste não pode ser usado por mulheres e nem adaptado para elas;
- O nível Alfa só pode ser atingido por Semialfas, jamais por Betas;
- O nível Beta A pode se desenvolver e chegar perto do nível Semialfa; O Beta B também pode, mas com uma dificuldade muito grande, sendo raro isso acontecer; 
- Pode existir transição entre os níveis Betas (A, B, C e D), porém a dificuldade se eleva quanto mais se aproximar ao nível D; 
- Os níveis Beta C e D são difíceis de transpor, sendo muito difícil isso acontecer. Geralmente este tipo permanece a vida inteira nesse nível, principalmente os últimos;
- A maior parte dos indivíduos são Beta A;
- Alfas e Betas D são mais raros;
- Nas próximas postagens terão mais informações sobre os níveis, como ascender, entre outras dicas;
- Postem seus resultados nos comentários, opiniões sobre o teste, dúvidas, críticas e sugestões.

30 de novembro de 2016,


Dr. Pobre-diabo.



Abraço do Pobre-diabo.

sábado, 26 de novembro de 2016

Por que elas se fazem de difíceis? (Difíceis para betas; fáceis para alfas)


Certa vez, quando eu tinha uns 19 anos, eu estava em uma dinâmica de grupo de um emprego meu. No meu grupo tinham apenas pessoas mais jovens, até de no máximo 25 anos, todos recém contratados. Éramos em 10 caras e 2 vagabundas meninas. Uma era magrela, morena, muito magra, chegando a ser reta (0% de peito e bunda) e com cara de nerd; a outra era um pouco mais bonita, loira, tinha seios grandes, em virtude de estar acima do peito, e sua barriga era um pouco saliente. Suas notas seriam: 3/10 e 4,5/10. Mesmo assim, era incrível a bajulação extrema que acontecia ali. Era o tempo todo brincadeirinhas para elas, parecia que os idiotas tinham virado bobos da corte, pois queriam fazer de tudo para elas rirem. É incrível como betas têm uma tendência enorme a manginar, mesmo quando é claro que não vão comer a safada. 

Dos 10 caras, 8 ficavam o tempo todo fazendo brincadeiras com elas, puxando assunto, até os mais idiotas possíveis, e fazendo favores. Elas sempre respondiam dando risadinhas, fazendo os retardados se derreterem por elas. O estranho era que parecia que o meu cheiro de beta imundo deveria ser altamente perceptível para elas, porque para mim elas não riam. Na verdade, elas mal me respondiam, quando eu tentava me enturmar e fazer alguma pergunta. Elas olhavam para mim (ou nem olhavam) e já respondiam qualquer outra coisa que alguém falasse na sequência. Logicamente que a loira era a mais requisitada, mas a morena não ficava atrás. Todos os homens ali pegariam tranquilamente as duas. Se a morena já tinha opção para escolher, a loira tinha mais ainda, tanto que ela ficou mais íntima de dois ali, mas pegou o que tinha carro. E eu? Depois disso elas nem me olhavam na cara, 100% invisível para elas. Detalhe: a morena magrela era nota 3 e tinha aquelas bundas secas que o cu deveria ficar exposto e não abrigado no interior das nádegas. Tudo para elas é fácil.

Os homens em geral quando estão pertos de uma buceta nova. Quanto mais beta, mais ele é dominado, devido a sua baixa auto estima e falta de sexo.

Eu tentava entender o porquê eu não era notado. Por várias noites, na minha adolescência, deitado em meu travesseiro, eu pensava e refletia: mas por que elas não me querem? Logo eu, esse ser bondoso e correto, sempre disposto a amá-las da forma mais romântica e linda existente; que cuidaria delas como a joia mais preciosa; que daria a minha vida por um grande amor; que buscaria de todas as formas ter um futuro de sucesso e daria conforto para elas; que queria ter uma família linda e honrada. Por que elas preferiam os filhos da puta, malandros, desgraçados e burros que nitidamente teriam um futuro de fracasso financeiro, quando não fossem presos pela polícia ou mortos por traficantes?

Naquela época eu não entendia o porquê de ser tão rejeitado. E não era só rejeitado pelas gatinhas, mas pelas feias e gordas também. Achava que usando roupas discretas, sendo um bom garoto, romântico e demonstrando que eu era mais inteligente que os burros malandros da turma, faria com que fosse admirado por elas. Pelo contrário, eu sempre era visto como o esquisitão virgem, aquele sem graça que nenhuma vadia queria perto. Mesmo assim, eu era bonzinho com todos, principalmente com elas, afinal elas eram princesas e frágeis, não é verdade? O otário aqui realmente acreditava nisso. Tomei muito no cu por causa disso.

Eu nas festas da empresa. Até os piores caras conseguiam uma. Por que eu sempre era o que ficava sozinho de todos? Já brincaram muito comigo me chamando de gay por isso.

O tempo passou e mesmo assim eu demorei a aprender. Não queria aceitar a natureza terrível delas e que não se trata de uma escolha, mas sim de um instinto pútrido inerente a esses seres de cavidades deliciosas de serem introduzidas, mas possuidores de extremas crueldades. Quantas vezes fiz papel de otário correndo atrás de mulheres, dava presentes, atenção, elogiava suas fotos nas redes sociais, fui humilhado em público por elas, dei caronas, paguei bebidas, paguei salão de beleza, paguei mensalidade de cursos e faculdades, paguei contas etc. E sabe o que é pior? Eu tinha uma sensação estranha: eu ficava orgulhoso em fazer essas coisas por uma mulher e me sentia útil, um verdadeiro cavalheiro. Quando lembro de como eu era eu fico com vontade de me pegar pelos cabelos e bater minha cabeça várias vezes no asfalto, até destruir ainda mais essa cara de bosta. Talvez nem diferença fizesse, pois já sou feio igual o capeta, era capaz até de ficar mais bonito.

O que me deixava extremamente puto era que as desgraçadas, que a maioria das vezes eram feias (claro que nenhuma linda e gostosa iria sair comigo), ficavam se fazendo de princesas difíceis para mim, mesmo eu fazendo todos os esforços possíveis. Depois de um tempo, todas (eu disse todas!) contavam sobre suas vidas e como já sofreram na mão de um alfa. Diziam que faziam tudo por eles, corriam atrás, davam presentes, muito carinho, muito sexo e eram loucas de paixão pelos trastes; eles, por sua vez, eram malandros, quebrados, vagabundos, traidores e comedores. Já cheguei a ouvir de uma namorada que ela tinha muita química com o ex dela, que era um alfa traste, que com ele sempre fazia sexo anal e deixava que gozasse em sua boca, chegando a transar quatro vezes em um só dia; ela falou que era inexplicável a sensação que ela sentia com ele. Detalhe: comigo ela nunca fez nenhuma dessas coisas, dava pouco sexo e para ser merecedor disso eu tinha que gastar muito tempo dando atenção e muito dinheiro com saídas para bares/restaurantes e com presentes. Pra piorar ainda mais, foi ela que terminou comigo.

Lado esquerdo: homem atual achando que mulheres são conquistadas com romance, atenção e carinho. Lado direito: Homem viril de antigamente, mostrando seu físico e deixando claro que queria apenas penetrar o ânus da moça.

Nas idades mais jovens o que conta é a demonstração de força, poder, popularidade e genética, nessa sequência. Elas, como são muito visuais, atraem-se normalmente pelos vagabundos e trastes da escola. Os bonzinhos estudiosos, como passam a imagem de fracos, não terão atrativos nenhum, embora a longo prazo eles possam ser poderosos financeiramente. Depois com o tempo a coisa muda um pouco, mas ainda o poder chamará sempre a atenção delas. A explicação de o porquê isso ocorre é a seguinte: o poder delas está atrelado à beleza, e na nossa carência e necessidade de fazer sexo; o nosso poder está no status, no financeiro (principalmente) e em nossa genética. Se você é um beta mediano, com salário lixo, você está fudido, pois não tem poderes para barganhar com elas, mesmo se elas forem falidas e horrorosas. Quanto mais poderes cada um tiver, mais poder de barganha e domínio terá sobre o outro.

Se a mulher é uma loira, rosto bonito, magra, com bunda e peitos grandes, ela está no topo e está revestida de todo o poder. Haverá grande concorrência pela atenção dela e brigarão por isso alfas de todos os tipos. Tendo tantos alfas genéticos e financeiros nos pés dela, é claro que nunca ela dará qualquer chance para um beta. Agora, se a mulher for feia, magra e sem bunda, o poder de barganha dela reduz e ela pode se comparar a um beta, podendo existir chance de atração. Se a mulher é mãe solteira, mais o poder dela reduz. Quanto mais poder cada um dos lados demonstrar, mais um terá poder de barganha sobre o outro. Sendo assim, por que para nós elas são tão difíceis? Porque somos betas imundos, indignos de receber atenção, carinho e sexo. Por que para alfas elas são tão fáceis? Porque elas são como lixos para eles, servindo para serem comidas penetradas e descartadas.
Pobre-diabo achou a solução para se destacar mais nas redes sociais e parecer que não é um isolado sem graça.

O que irrita muito é que se um alfa em um carrão mexe com uma mulher que está passando na rua, ela fica toda orgulhosa, dá um sorrisinho, molha a calcinha e torce para que ele peça seu telefone. Agora, se é um beta que mexe com ela, exatamente como o alfa fez, ela o xingará, falará que sofreu assédio, que isso é machismo, que você é um estuprador, asqueroso e nojento. Ou seja, o alfa possui o direito de fazer o que quiser com as vadias e mesmo assim ganhar muito sexo; o beta não é digno de desejar nenhuma mulher.

Enfim, tudo acontece dependendo da barganha que existe e essa é a explicação de o porquê elas são difíceis e em alguns casos impossíveis para nós betas e facílimas para alfas, que têm o poder de transar com gostosas na mesma noite que as conheceu, bastando 10 minutos de conversa. Essa é a explicação de o porquê só sobrarem mães solteiras, gordas e horrendas para betas, que por carência e ilusão as assumem. E quanto ao amor, ele não existe mais? E as mulheres honradas e puras? Juro que se você me fizer essas perguntas eu vou aí na sua casa encher a tua cara de cotovelada, seu filho da puta! Não me provoque!


Abraço do Pobre-diabo


Obs:
-Deem ideias para a capa do blog. Se quiserem podem mandar fotos. Fiquem à vontade;
-Ainda estou pensando em moderar os comentários. O que acham?
-No post anterior eu fiz uma classificação de tipos betísticos. A intenção era mais para mostrar como é fácil criar tipos específicos e para que alguns idiotas que ficam inventando termos novos parem com isso. Ainda assim, acredito que ficou bem preciso.
-Próximo post estou pensando em falar de relacionamentos e se o beta deve namorar ou casar.