quarta-feira, 29 de março de 2017

Melhoria na qualidade de vida de um pobre-diabo, visando combater a depressão


Depois dos últimos posts "A juventude não vivida e perdida de um pobre-diabo" e "A tristeza (e depressão) por ser um Pobre-diabo feio" eu resolvi que necessito de uma mudança drástica na minha vida, senão não estarei vivo para curtir a minha independência financeira. Tenho andado meio triste e depressivo, mas isso irá acabar, pois estou definindo objetivos para a minha vida. Preciso estar feliz comigo mesmo. Preciso elevar minha autoestima. É uma necessidade! Não quero passar imagem de tão fracassado, o mínimo de bem estar eu preciso. Seguem as mudanças necessárias em várias áreas para uma melhoria em minha qualidade de vida diabiana e combate à depressão. 

ROUPAS


Primeiramente preciso cuidar mais da minha aparência. Um beta B já é ridículo, ainda mais andando com roupas feias, largas, velhas e bregas. Não quero mais passar imagem de tiozão chato. Vejo que só de olharem para mim já veem um coitado bostão, um animal ridículo, que seria uma presa fácil para predadores em seu habitat, um animal proibido pela natureza de copular com fêmeas. Quero comprar roupas transadas que me deixem mais elegante, um pouco na moda e jovial, um relógio de ponteiro legal e bonito, e fazer um corte de cabelo que me deixe menos com cara de bobo. Comprarei um óculos novo também para não parecer tão nerd. Pensei em comprar camisas gola V e polos justas, que tenham bom caimento no corpo. Calças e tênis mais joviais também. 

FÍSICO


Uma coisa que envelhece muito e causa repulsão e nojo violentos nas mulheres é a gordura e a calvície. Ambos envelhecem o beta em pelo menos 5 anos, chegando até a 10 anos no caso de ter os dois juntos. Ser careca é inevitável, porém ser gordo ou pançudo é uma opção. Quero perder essa barriga nojenta mole antes que ela cresça ainda mais! Parece que essa merda tem vida própria, fica balançando igual gelatina. Por isso iniciei já nesta segunda uma dieta firme, cortei carboidratos em excesso, e comecei a ingerir mais proteínas e frutas. Não usarei suplementos, pois acho um custo benefício péssimo frente às comidas naturais. Comecei a fazer musculação também, com treinos mais pesados. Não adianta nada se vestir bem se não tiver um corpo legal, é a mesma coisa que uma mulher obesa querer colocar um vestidinho curto, tendo aquelas pernas tudo tortas, nojentas, flácidas, cheias de varizes. 

HOBBIES


Com relação aos hobbies, como já disse, eu estarei mais presente na musculação e pretendo iniciar um treino de luta também. Acho que vai fazer muito bem para a minha auto estima me sentir mais forte, com um corpo mais bonito e até para me defender de vagabundo brigões. Quando você sabe se defender e demonstra mais força isso te dá mais confiança e autoestima. Quero jogar mais futebol também, se possível em grupo de amigos e jogar todo fim de semana. Uns amigos beta C, estilo Mr. Bean, sugeriram aula de dança, porém eu acho dança algo meio gazelístico e fresco, só vejo aqueles betas bobão que tomaram pé na bunda e agora querem entrosar nas baladas fazendo essa merda, sem contar que só pela classificação alfa-betística deles vocês já sabem que eu devo fazer absolutamente o contrário do que eles sugerirem.

SOCIAL


Quero desenvolver minha inteligência emocional, corporal e social, através de livros, observação, prática, curso de oratória e saindo mais. Isso fará bem para mim, pois necessito ser menos tímido e mais corajoso, ter mais assuntos para conversar, ganhar mais network, fazer novos amigos, ser interessante etc. Preciso mudar os meus trejeitos betísticos, pois vejo que de longe eu pareço um nerdão fracassado. Pensarei em ler mais assunto da atualidade e assistir mais TV, estar mais antenado nas questões políticas, futebol e talvez até em pequenas futilidades para ter munição caso tenha que falar com pessoas fúteis, em especial as mulheres totalmente aptas para a cópula. Quero aprender a fazer coisas novas, cozinhar, fazer cerveja, marcenaria, botânica, mecânica etc, algo que ocupe minha mente e faça eu parecer alguém mais legal, que não seja somente um bolo de carne - ou de merda - ambulante, calado e isolado, porque não tem assunto para conversar e é extremamente sem graça. Se você nao se sente útil parece que sua existência fica sem sentido e eu odeio essa sensação, é triste demais e denota um início de depressão. 

SEXO


Quero transar mais. Conforme minha idade aumenta, meu nível vai baixando, devido ao sexo extremamente controlado. Não sonho mais com princesas de corpo esculpido, seios e bunda grande, pois elas não foram feitas para betas e demandam muita grana para se andar com uma (caso dê vontade da para pagar). Não que eu pegarei só barangas, na verdade sou seletivo e não me atraio por gordas. Mas seria muita burrice e ingenuidade eu achar que uma deliciosa iria dar mole para um beta B tosco como eu, sem barganhas para tal. Eu quero pegar pelo menos mulheres magras e transar muito com elas. Não estou falando que vou namorar, muito menos casar, quero apenas transar. Surrar elas com meu pinto betístico! Sexo faz bem para a mente e para o físico. Melhora a autoestima de qualquer beta cocozão. 

JACKOFF


Quero me masturbar menos e assistir menos pornografia. Definitivamente isso em excesso faz mal para qualquer pessoa. Você perde a concentração em coisas importantes e começa a cada vez mais a procurar coisas mais intensas, determinados tipos de mulheres, sexo etc que não condizem com a realidade beta. Chegou a um ponto que eu já tinha as palavras chave: blonde - big ass - anal. Quando que eu sairei comendo uma dessas? Nunca! Isso mexe sério com nosso psicológico. Daí você pega uma magrinha e na hora de comparecer o diabinho não sobe. Não quero isso. 

ÁLCOOL


Definirei alguns objetivos e irei aos poucos cumprindo cada um deles. Quero parar de beber (tanto), pois tenho bebido para disfarçar a tristeza e estresse e não por apreciar. Quero tomar cerveja para apreciar o seu sabor e ficar levemente alcoolizado, o suficiente para sentir aquela boa sensação de alegria. Não quero mais ficar bebendo sozinho igual a um idiota autista. Tentarei fazer mais alguns amigos para tomar cerveja, falar sobre política, mulheres etc, isso faz bem para nós betas. Estar sozinho e isolado é uma merda e só faz entrar mais em depressão. 

VIAGENS


Pensei em de repente viajar, algo simples, nada de viagens caras para o exterior. Na verdade, eu não gosto de viajar, mas quem sabe fazendo algo diferente eu comece a gostar. É um tempo de mudanças para mim, tudo o que for melhorar a minha qualidade de vida e autoestima está valendo! Objetivo é gastar pouco e ver o que de bom isso me agregará. Vai ser diferente das viagens que os casadinhos fazem com suas esposinhas gordas e bacuris chatos, só passando raiva e torrando dinheiro. Quero relaxar. Pode ser uma praia diferente, um lugar mais de interior ou com belas paisagens naturais... 

CARRO


Talvez eu troque de carro também. Nada absurdo e que comprometa meus investimentos. Estou em um momento de mudanças na minha vida e acho que isso é importante para o meu psicológico. Não quero ficar louco e depressivo, senão de nada adiantará todo o esforço que tenho feito a vida toda e tudo o que batalhei e suportei por ter nascido com o gene do fracasso, com o DNA de beta B. Essas mudanças são para melhorar a minha auto estima, não estou fazendo nada para agradar mulheres. É para mim (antes que me chamem de mangina ou matrixiano)! Preciso me desenvolver e os betas do blog já têm me alertado sobre meu estado de extremo pessimismo e depressão. 

CONCLUSÃO

Eu sei claramente que não irei virar alfa e nem é isso que eu quero, até porque seria impossível. Talvez um beta A, quem sabe. Não quero sair por aí pegando todas, pois acho ridículo quem vive em função  de mulher. Eu vivo em função apenas de mim. O que eu quero é ser mais feliz (ou menos triste) e não cair em uma depressão. Vou gastar um pouco mais dinheiro comigo nesses próximos 3 meses e espero que isso me faça ficar melhor pelo menos até o final do ano, quando farei uma retrospectiva e analisarei o que devo mudar ou melhorar. Precisava dar essa resposta aos amigos betas que torcem por mim e não querem me ver feito uma marica chorona por aí. Quero ser apenas menos zoado e fracassado. 

O caminho ainda é longo. Tem muito a percorrer nessa estrada. Ainda enxergo meus objetivos lá longe. Por isso preciso me preparar para essa caminhada. Preciso estar forte para conseguir seguir em frente, porque senão eu posso ficar pelo caminho e não é isso que eu quero. Quero lutar, resistir e vencer! Lá na frente eu quero olhar para trás e dizer: valeu a pena! Na verdade eu odeio esses discursos motivacionais, por ser extremamente racional e realista, devido minha elevada introversão e timidez, tendo desenvolvido uma observação e reflexão muito altos, entretanto, sem objetivos e sonhos fica tudo mais difícil, afinal somos todos humanos, seres sociais, sentimos frio, sono, fome, tristeza, raiva e solidão. 

Abraço do Pobre-diabo! 


Obs.:
- Sábado terá o post sobre imigração aos EUA, legal e ilegal, e se compensa ou não para um pobre-diabo.

domingo, 26 de março de 2017

A tristeza (e depressão) por ser um Pobre-diabo feio


Como sempre tomei no cu na vida, estou de certa forma anestesiado. Estava conversando com uma mulher que conheci em um curso e o papo estava legal. Na quarta-feira decidi chama ela para sair e tomar algo. Parecia que aquela noite eu iria transar. Entretanto, mais uma vez tomo um banho de água fria. Papo vai, papo vem e eu fui tentando me aproximar, encostar na perna dela e a conversar mais intimamente. Porém, ela não dava muita brecha e ficava o tempo todo mexendo no celular. Uma hora ele descuidou e vi que estava conversando com outro cara. Ou seja, eu sou tão bosta que ela está comigo, na minha frente, e falando com outro. Tentei disfarçar a cara de fracassado mas acho que ficou muito evidente. 

Depois disso, ficou um silêncio entre nós dois e ela sempre mexendo no celular. Não tive nem coragem de ir embora, foi ela que falou para irmos. Acompanhei até a saída e fiquei sem saber o que fazer, parecia um adolescente cabaço. Só demos tchau e mais nada. Fui embora de lá com raiva de mim, por que eu tenho que ser tão zoado assim? Porra, quem é o problema comigo? A mulher nem era tão melhor do que eu, era magra e tinha um rosto bem mediano. Qualquer alfinha comeria ela em menos de 3 horas e eu já estava conversando com ela fazia 1 mês pelo celular. 

Na quinta-feira, depois do almoço vi a rapaziada rindo na cozinha e decidi ir lá tomar um café. Eis que um dois deles começaram a falar da mulher que eu saí na quarta, que eu chamarei de Jada (em homenagem a uma atriz que eu gosto muito). Eles fizeram o mesmo curso, pois a empresa pagou para treinar alguns funcionários. Eis que ouço que um deles comeu ela na quarta de noite, ou seja, depois que ela foi embora e nem encostou em mim. Eles falavam o tempo todo o quanto ela era safada e que todos já comeram ela. Quem foi o único que não? O desgraçado do beta B aqui. Isso me fez muito mal, destruiu minha autoestima. Comecei a me achar 10 vezes mais feio e chato virgem. 

As vezes eu sinto como se as pessoas me enxergassem como o Quasimodo, famoso corcunda de Notre Dame. 

Tentei me segurar essa sexta, mas não consegui, bebi de volta. Eu estava depressivo e precisava de algo para espairecer. Comecei na praça de alimentação do shopping, depois boteco e por fim na minha casa. Todas as vezes sozinho. Cada vez mais eu sinto que preciso beber para esquecer um pouco dessa maldita vida de beta B. Será que a Jada me achou tão feioso e sem valor social e financeiro? Comecei a refletir: Por que eu tinha que nascer tão feio e escroto? Os deuses devem odiar meus antepassados! Na verdade, colocar a culpa no sobrenatural é a coisa mais tola a se fazer. É só pegar as fotos de familiares antigos, avós, bisavós, tios e primos que dá pra ver como eram pessoas feias, um verdadeiro festival de horrores! Uma genética podre passada de geração em geração. Como pode não ter nenhum miserável bonito na família? E como todos eram e são pobre, relacionam-se apenas com feias pobres, perpetuando nossa condição de beta tosco e fracassado. 

Comecei a observar as pessoas no shopping. No geral, gente bonita anda com gente bonita. Gente feia anda com gente feia. Eu sempre digo que a única saída para o beta é ter dinheiro, pois mais bonito ele nunca vai ser, só se fizessem um transplante facial. Não só isso, mas também o poder que ele adquire quando se tem grana, pois normalmente betas são covarde e verdadeiras chacotas ambulantes. É claro que mesmo com dinheiro, o beta não vai aparentar ser poderoso. Vai poder sim ter um nível de conforto mais elevado que é o que importa. Incrível como a beleza física e juventude  fazem a diferença!  É só observar o tratamento que as mulheres gostosas têm em qualquer lugar. Todos as respeitam. Homens viram cadelas serviçais perto delas! Caras bonitos de rosto e corpo sarado também possuem tratamento VIP em qualquer lugar. Para esses tipos, sexo de qualidade não falta! Impossível um beta querer concorrer. 

Beleza facial e juventude são coisas que não se pode concorrer, nem dinheiro ganha (até um certo nível, diferente se você tiver muito dinheiro e andar de Porsche). Enfim, as pessoas gostam do que é bonito. O cara para quem a Jada deu era estiloso e não tinha um rosto estragado igual ao meu. Por isso que eu digo que a única solução é ter dinheiro. Claro que não é só por causa de mulher, quero conforto também, mas que essa situação incomoda isso eu não posso negar. Pessoas que nasceram bonitas têm muito mais oportunidades na vida, e não somente no mercado sexual, mas em tudo! São mais felizes, têm mais autoestima, são mais facilmente incluídas em grupos sociais, destacam-se mais no trabalho, são bem recebidas e tratadas etc. Se você é uma besta ambulante, uma aberração humana igual a mim, você só irá se foder. Só ter uma certa quantia em dinheiro não vai resolver. Para você concorrer  com os beneficiados pela genética você tem que ter muita grana e estar incluído muito bem socialmente. 

Tem como competir com um cara desses? Nem se estivesse andando num carro de 100k daria, parem de se iludir betas! Não sejam extremistas achando que serão poderosos e terão mulheres gostosas, elas foram feitas para esses caras! 

Não é com qualquer R$10.000,00 mensais que você será poderoso, andará de Camaro e comerá somente loiras saradas deliciosas, isso é ilusão! A juventude e beleza são itens muito valiosos, abrem muitas portas. Mesmo eu tendo, relativamente, um bom salário, casa e carro, isso não é suficiente, pois sou um beta B, com quase 30 anos, feio igual a um cu cagando, com cara de velho e não me destaco em nada. Não é andando de Golf ou Civic que você será poderoso, parem de se iludir. A única salvação é o dinheiro. Invistam em vocês mesmos e procurem alegria em outras coisas. Quanto menos pensar em mulher, relacionamentos e a reclusão social imposta em virtude da feiúra extrema, melhor. O beta deve investir em seu intelectual e financeiro mais que tudo, assim compensará sua vida de sofrimento e poderá ter novas alegrias para substituir a tristeza que lhe foi imposta injustamente pelo destino. 

E antes que perguntem, sim, eu estava muito deprimido essa semana, ainda mais depois do que aconteceu. Eu não estava apaixonado pela Jada, porém me senti um enorme pedaço de bosta quando soube que ela saiu e foi dar para um cara que eu conheço pouco tempo depois que estava comigo e nem relou a mão em mim. E não só isso, acho que tenho sido muito pessimista e pensado em tudo negativamente, talvez em virtude da minha extrema racionalidade. Tenho bebido muito, sexta eu só queria esquecer da vida e ter algum momento de felicidade e de certeza forma eu tive, o álcool me ajudou a esquecer brevemente de como sou um merda. Não estou incentivado a beberem, pelo contrário, além de não ajudar em nada, você pode desenvolver um vício e prejudicar o seu corpo, como eu tenho feito. Já sou feio, agora tô ficando com uma pança mais nojenta ainda. Preciso mudar e pensar em algo para ocupar meu corpo e mente. Não postei na sexta porque eu estava muito para baixo e bêbado, até tinha escrito metade do post pelo celular, mas fui dormir e não consegui terminar. No sábado eu tive que trabalhar o dia todo e não consegui terminar nos intervalos que eu tinha. De noite eu resolvi sair para beber de novo e fiz uma idiotice que eu me envergonho muito e mereço ser espancado pelos betas. Eu mandei mensagem para a Jada chamando para sair.

Ela apenas visualizou e não respondeu. Fiquei com muita raiva de mim, parecia um mangina desesperado por mulher. Então eu resolvi beber mais ainda em casa, assistindo séries. Nesse meio tempo eu tentava escrever, mas não conseguia pela raiva, tristeza e solidão que eu estava. Enfim, lá pela meia noite, depois que a tristeza e raiva passaram eu resolvi que vou mudar. Isso é uma necessidade. Vou parar de beber (tanto), vou me exercitar mais, cuidar da minha saúde, ler mais e fazer mais atividade sociais e hobbies. Preciso disso, pois não quero andar feio um otario cabisbaixo por aí, um chorão cuzão, não preciso ser assim, tenho uma boa qualidade financeira, agora só preciso cuidar no meu lado mental e físico para ser mais tranquilo e feliz e, também, menos monstruoso e não assustar tanto as pessoas com a minha feiúra. Hoje já acordei bem melhor, até decidi que vou correr no parque de tarde. Quero ser mais feliz, preciso ser mais feliz. 


Abraço do Pobre-diabo. 


Obs. 
-Esse texto foi mais reflexivo mesmo. Precisava contar para os betas sobre o que tem acontecido;
-Deem sugestões e facão suas críticas, para melhorarmos o blog;
-Divulguem mais o blog para acessar os mais betas perdidos por aí;
-Estão livre para me dar conselhos ou me espancaram para eu tomar um jeito na vida;
-Tentarei não atrasar mais e ser mais participativo. 

quarta-feira, 22 de março de 2017

As festas de casamento (e a grande insanidade delas)



Atendendo ao pedido de um beta no post anterior, falarei sobre o que eu penso sobre as festas de casamento: uma completa escrotice! Essas festas servem apenas para os pais se exibirem, para a noiva mostrar para todo mundo que é a boa e que conseguiu fisgar um trouxa, para todos os convidados saírem falando mal de alguma coisa, para o noivo parecer um retardado mental fracassado, fraco, emasculado e dominado e para se torrar muito dinheiro, praticamente jogar ele no vaso, cagar uma diarreia podre em cima e puxar a descarga. Festas de casamento são inúteis! O que um bando de símios fracassados tem a ver com a vida de dois miseráveis que querem se juntar para se fazer uma baita festa? Que feito incrível tem em duas aberrações genéticas brincarem de casinha? Se você é homem, especialmente beta, e sonha com sua festinha de casamento, saiba que eu te amaldiçoo e gostaria de encher essa sua cara gorda de tapa.

O que acho mais ridículo e está entre uma das coisas mais toscas que homens fazem para ter aceitação das mulheres são os ensaios fotográficos pré-wedding, que são aqueles ensaios frescos que os casais fazem antes do casamento. Fazem poses idiotas, interpretam alguma situação, fazem micagens infantis e fingem que são felizes. Os casaizinhos tiram fotos pulando, o homem de joelhos dando um anel para a mocinha, o cara beijando a mão da amada, o fracassado dando flores e ela fazendo uma cara de extrema alegria forçada e tudo de mais ridículo que você possa imaginar. Enfim fazem todas as coisas mais previsíveis e passadas, comuns de nossa sociedade débil mental. Se você beta que conhece a real pensa em um dia fazer um ensaio pré-wedding, desde já eu te amaldiçoo (mais uma vez), seu excremento humano, e torcerei para que sua vida seja uma desgraça, que você fique impotente (já que não usará mesmo essa mixaria) e que você perca tudo na vida!

Tive que sair para vomitar depois que postei essa foto. Tem algo mais emasculante?

Para as mulheres, todas essas coisas idiotas soam como normais, pois para elas coisas frescas e infantis não são vistas como demérito, pelo contrário, casamento é o sonho de todas, é algo maravilhoso, o que demonstra o quanto elas são insanas e irracionais. Já para os homens fica parecendo uma coisa extremamente ridícula e emasculante. O homem nasceu para ser macho e é assim que o subconsciente de todas as pessoas o deseja ver. Esse negócio de homem romântico e bonzinho, aquele que dá flores e jóias, ser atrativo para as mulheres é conversa para gente idiota. Mulheres respeitam homens machos e não fêmeas enrustidas, verdadeiras cadelas! Se você fazer todas essas coisas que abominamos, saiba que será como se você fosse condenado à perda de sua masculinidade pelo Supremo Tribunal da Virilidade Diabística, sendo impostos castigos eternos de servidão à uma gorda feia e a um sexo extremamente calculado e mal feito, isso se não for inexistente.

Como sou um beta B extremamente introvertido e tímido, desenvolvi uma alta capacidade de observação e reflexão. Além disso, em virtude dessas coisas, infelizmente possuo uma racionalidade excessiva e um pessimismo absurdo, o que é muitas vezes ruim para mim, pois não vejo sentido em nada, principalmente tradições. Assim, toda cerimônia de casamento para mim é idiota, chata e sem sentido. Por que a noivinha vai casar de branco e torrar R$6.000,00 na merda do vestido? Pureza? Não preciso nem dizer que sua mulher já foi penetrada por diversos homens, em todos os orifícios (incluindo nariz, orelha e umbigo), antes de você, não é beta? Por que tem que ficar entrando aquela cambada de gente antes dos noivos, é um desfile de moda? Obviamente que não, pois está mais para um show de horrores aquele monte de gente gorda, feia, velha e deformada. Por que um padre chato tem que falar aquelas mesmas frases decoradas de sempre se ele não sabe bosta nenhuma da sua vida?

Daí vem a parte que a noiva joga o buque e quem pegar será o próximo a se casar. Que incrível, que emoção! Porra, sempre a mesma merda! Depois, já na festa, os noivinhos fazem um brinde com Champagne (que eu odeio. Prefiro tomar mijo) e dançam a primeira valsa, que lindo! (quem que dança valsa hoje em dia? Por que não dançar sertaNOJO já que é a merda que todo mundo gosta?). A parte do clipe do casal é a pior, passam fotos da vida sem graça dos dois burros, feios, pobres e ridículos, como se naquele dia deixassem de ser insignificantes para o mundo. Eu abomino essas exposições ridículas! Elas servem apenas para transformar homens em cadelas, alfas em betas e transformar betas em verdadeiros escravos, manginas provedores natos, quando não bovinos também!

Por que diabos será que a velha resolveu tocar um berrante no meio do casamento?

Vale destacar que para cerimônias simples, facilmente estes animais gastam R$30.000,00. Eu disse cerimônia e festa simples! Os gastos geralmente passam muito disso, indo para R$50.000,00, R$70.000,00, R$90.000,00 e até muito mais dependendo da condição financeira das famílias e do grau de frescura. O pior é que esses valores que citei são gastos pela maioria das pessoas da classe média baixa, como a maioria dos betas aqui. Tudo que se for gastar nessa festa que celebra a derrota masculina será mais caro. Os símios chegam a gastar 3, 4 e até 5 vezes o valor normal que teriam os produtos/serviços. Depois tem os gastos ainda com lua de mel, em que os pombinhos fazem pacotes da CVC em 12 vezes para o nordeste, gastos com móveis, utensílios domésticos e todos os outros gastos para se brincar de casinha. Daí o bostão fica anos e anos pagando a conta, enquanto poderia estar investindo e conquistando uma boa renda passiva, vai entender essa necessidade masculina de se auto sabotar!

O mais incrível é que os débeis ao invés de investir essa grana ou liquidar passivos, preferem começar a vida de casados cheios de dívidas e fodidos. Financiam apartamentos minúsculos em 30 anos ou fazem puxadinhos no terreno dos pais. Na festa tudo é muito bonito. Acabou a festa, as pessoas voltam para suas vidas pobres e medíocres. O que acontece então? Depois de 3 anos o lindo casal se separa e o marido betão tem que dar metade de tudo o que tem para a sua ex esposinha. Compensa largar o conforto da casa dos pais ou de sua própria casa e o seu salário para fazer essa merda?

O que fica de ensinamento para os betas é que nunca deve se abrir mão de seus objetivos. Casamento é só uma festinha que vai corroer seu patrimônio e atrasar sua vida em muitos anos. Lembre-se que a salvação do beta é o dinheiro, então cuide muito bem dele. Ele é o verdadeiro amor da sua vida. Apenas ele fará você bem, dará conforto, dará bens poderosos, fará você ter visibilidade, ter sexo de qualidade, enfim, somente ele fará você feliz e cuidará da sua vida. Existe amor maior? Dinheiro, eu te amo! Juros compostos, você é lindo!


Abraço do Pobre-diabo!


obs.:
- Participem das discussões e deem sugestões de posts!;
- Conclamo aos betas que divulguem o blog para todos os betas que ainda continuam desgarrados para aumentar ainda mais nosso reduto diabístico.

sábado, 18 de março de 2017

A juventude não vivida e perdida de um pobre-diabo


Como falei para os betas no último post, eu estou com uma puta dor de cabeça, pois bebi demais ontem. A minha semana foi uma merda, pressão no trabalho e uma depressão em virtude do excesso de trabalho (tanto no expediente como nas horas de folga) e porque estou estudando muito também, sem tempo para aproveitar mais a vida. Eu saí às 18:00h do trabalho e já mandei mensagem para dois amigos meus, dois betas C, mais feios que o Mr. Bean e tão desengonçados quanto, para tomar uma cerveja artesanal em um bar simples que eu gosto. Um deles confirmou; o outro, como um bom cão domesticado, disse que tinha marcado um programa com sua amada namorada, uma gordinha que consegue ser mais feia que ele.

Pois bem, cheguei antes ao bar, sentei e já pedi uma APA de 500ml, não olhando composição e nem nada, apenas pedi para me trazerem a que tivesse mais álcool, o componente da alegria para betas fracassados como eu. Eu estava com uma sensação muito ruim dentro de mim, um cansaço misturado com tristeza, raiva e uma sensação de impotência na vida, como se tudo estivesse passando e eu não estivesse vivendo nada. Bebi um copo em menos de 2 minutos e já pedi outro copo. Comecei a escrever este post freneticamente pelo celular. O pior de ser um beta B com traços de autismo e introversão é que desenvolvi uma capacidade enorme de observação e um bom talento para as exatas. Tudo na vida eu enxergo como números. A Matemática está em tudo e em todos.

Gosto de escrever posts sempre trazendo conceitos importantes para os betas. Percebam que entre um texto e outro sempre incluo algumas noções de Economia, Administração, Filosofia, História, Biologia etc. Acredito que como temos uma extrema deficiência física e psicológica (devido aos traumas sofridos por Misobetia e betafobia), devemos compensar em nossa capacidade intelectual. Não adianta um beta B como eu querer sair por aí emulando personalidades alfas ou semialfas, usando roupas descoladas de adolescentes, falando gírias e querendo ser um pitboy, ainda mais que estou quase chegando aos 30 anos e isso é ridículo. Não estou falando que devemos andar igual a velhos bregas, mas que devemos estar condizentes à nossa idade. Pelo menos eu posso ser atrativo na questão intelectual, já que no resto eu sou um completo fracasso.

O porquê de eu estar falando da minha mente matemática é pelo fato de que isso me faz ser extremamente realista e pessimista. Em tudo vejo probabilidades e sempre a probabilidade para alguém com recursos escassos será desanimadora. Por exemplo, qual a probabilidade de um beta B, neste bar, feio igual a um cu peludo cagando e mais chato que jogo de Bocha conhecer uma garota loira, de corpo voluptuoso e esta se encantar pelo seu estilo betístico e acabar a noite em um motel com ele? Zero! Qual a probabilidade de eu pegar meu dinheiro investido e investir em algum empreendimento, tirando um lucro, depois de estabilizado, que compense o custo de oportunidade (conceito de Economia) envolvido na ação? Muito baixa, levando em conta que a grande maioria das empresas novas fecham nos 4 primeiros anos de funcionamento, para menos ainda! Ou qual a probabilidade de eu ter uma vida boa, confortável e de prazeres quando eu tiver meus 45 anos, considerando o dinheiro que terei juntado? Acredito que a probabilidade ainda seja muito baixa. Ser beta B é péssimo.

Já um pouco alcoolizado e menos depressivo (o efeito do álcool é incrível no meu corpo e é como se ele ativasse o botão da felicidade, ou melhor, da redução do sofrimento), comecei a refletir sobre a minha vida. Não estou incentivando de forma alguma o alcoolismo, apenas falo aqui sobre o meu gosto enorme pela cerveja e sobre o efeito anestesiador sobre a dor desse sofrimento que eu vivo. Considero-me ainda jovem, não tanto quanto antes, obviamente, entretanto, ainda com saúde, forças para viver e sem o efeito maracujá no rosto, portanto, talvez um pouco atrativo ainda. Mesmo assim não tenho aproveitado nada de minha vida e estou sentindo cada vez mais um vazio enorme dentro de mim. Não que eu tenha vivido bem outrora, pois sempre fui extremamente introvertido e tímido, mas agora que estou uma fase boa na minha vida, em que tenho estabilidade financeira e, relativamente, um bom dinheiro parece que ainda assim não tenho vivido nada, que minha vida está passando e eu não estou aproveitando nada dela. Uma verdadeira juventude não vivida e perdida.

Não, você não vai ter uma vida assim, beta. Aceite a sua insignificância e antes de querer ostentar whisky e vodka na balada, procure ter dinheiro de verdade em vez de sacrificar o seu futuro.

Quando era adolescente sempre ficava isolado e quando aparecia um pouco já era humilhado. O tempo passava e sempre que eu tentava me socializar, sentia-me fraco e sem graça. É obvio que aprendi a emular muitas características sociais, importantes para a vida profissional, emulações estas que seguem um cronograma decorado por mim, portanto não natural. Porém, quando é para socializar de verdade, parece que minhas energias estão esvaídas, devido à minha elevada introversão e isto tem me matado aos poucos por dentro. Às vezes me sinto um cadáver ambulante, andando feito um zumbi pelas ruas, talvez seja esta imagem horripilante que eu passe para as pessoas realmente (neste momento já estou alcoolizado). Voltando à minha mente matemática, eu procuro pensar em soluções para esta triste vida, todavia as probabilidades são sempre baixas.

Será que eu seria mais feliz andando feito um playboy, frequentando lugares badalados caros, fazendo viagens internacionais e ostentando absurdos? Será que isto funcionaria para elevar a autoestima de um beta B? A Matemática me diz que as probabilidades são baixas. Em minha mente essas demonstrações de poder são apenas números altos de gastos, que corroeriam meu suado dinheiro gasto para nada. Quais os benefícios destes gastos? Não vejo nenhum. Para mim seria uma alegria passageira, que deixaria um rombo muito presente em meus objetivos. Tenho certeza que até arrumaria mais amigos (sanguessugas) e talvez até algumas garotas melhores (que apenas curtiriam o dinheiro, mas não ofereceriam seus serviços sexuais para mim), porém isso não faria de mim uma pessoa mais feliz, pois o betismo está na minha essência e não seria essas máscaras sociais que me trariam mais felicidade.

O que eu quero dizer é que toda essa ostentação seria algo virtual para mim, seria algo que não existe, algo nada a ver comigo. Eu estaria fingindo ser feliz e bem-sucedido às custas de todo o trabalho que tive para juntar e investir meu dinheiro e a vida dura de frugalidade para isso. Mesmo com esta vida de ostentação, sendo querido e invejado por todos, por eu ser introvertido e extremamente racional, isto não me faria nada bem, pelo contrário, eu ficaria nervoso e a todo momento fazendo cálculos mentais de como isso impactaria o meu futuro. Eu quero ganho sólidos, conforto e vida boa. Se for para ostentar, que seja de algo que realmente eu tenha sobrando e que não faça nem cócegas em meu patrimônio. Só assim eu seria feliz.

A minha juventude está sendo perdida e não vivida? Com certeza sim. Eu tenho culpa disso? Não. Em tudo existe um trade-off (conceito econômico em que você faz uma escolha dentre outras, analisando as perdas e ganhos). Note que eu estou falando em termos financeiros sobre viver mais, o que ocasionaria um aumento dos gastos para isto. Esse trade-off se resume em qualquer ação que envolveria dinheiro para elevar a minha felicidade, como viajar mais, sair mais, comprar um carro top, procurar mulheres mais gostosas (que custam caríssimo), comprar produtos caros etc. Ou seja, todas estas ações poderiam elevar minha autoestima brevemente, porém os custos seriam altíssimos e comprometeriam meus sonhos futuros, não me fazendo feliz solidamente e constantemente (talvez momentaneamente apenas) justamente porque eu não valorizo coisas vazias que passam a imagem de ser algo sem realmente o ser, as quais comprometeriam muito o meu patrimônio.

O que um beta B como eu pode fazer é tentar se desenvolver da forma como pode. Fazer bons treinos de musculação, alimentar-se bem, cuidar do visual e investir em seu intelectual e social. Tenho certeza que lá na frente não me arrependerei do esforço que tenho feito agora. Se já estou deprimido agora, imagine como estaria quando mais velho, caso não tenha dinheiro. Um beta B, velho e sem dinheiro será como um monte de fezes ambulante para todos. Prefiro viver o agora conscientemente, gastando o necessário com meu conforto, para garantir um futuro de tranquilidade. Eu vejo que tudo o que foi passado em nossas vidas se constituem em lembranças e estas são atemporais. O que eu vivi na infância aconteceu e ainda está presente na minha mente. A garota com quem eu fiz o melhor sexo da minha vida ainda está presente na minha mente. A viagem que eu posso fazer hoje, depois que que acabar, estará ainda em minha mente. Portanto, qual a diferença, então, de fazer algo antes, agora ou depois se as lembranças sempre estarão em minha mente?

Enfim, já estou muito alcoolizado e me empolguei escrevendo este post. Meu amigo não veio tomar a cerveja comigo e estou aqui só eu e mais um casal nesse bar. A felicidade – ou redução do sofrimento - para mim não custa tão caro, hoje custou R$80,00 em cerveja. Quanto à questão da juventude não vivida e perdida, o que eu tenho a dizer é que prefiro abrir mão dessa felicidade passageira (e irreal), que custa muito caro, em prol de meu futuro de gloria beta!


Abraço do Pobre-diabo!


Obs.:
- O post foi sugestão de um leitor, não lembro em qual post. Peço que os betas façam suas críticas e sugestões para sempre aperfeiçoar o reduto oficial internacional betístico diabístico;
- Peço que os betas evitem falar de outro(s) blog(s), pois isto prejudica a leitura e o desenvolvimento das boas discussões que aqui acontecem. Todo mundo já sabe das falcatruas, pilantragens e desonestidades que acontecem no(s) outro(s) blog(s) e isto não precisa ser repetido;
- Para o pessoal que faz perguntas ou solicitações, mandem o quanto antes ou no final dos comentários para que eu possa ver e responder.