sábado, 29 de abril de 2017

Quanto um beta deve ganhar para ser feliz?


INTRODUÇÃO

É incrível a imaginação do beta, ainda mais quando ele é um B, C ou D. Ele diz que vai torrar a vida útil dele (dos 18 aos 49 anos, porque 50 anos já é meia-morte) para atingir a IF poupando R$500 por mês. O que seria a IF pra você? R$1 milhão aos 50 anos daqui há 30 anos em que a inflação já comeu todos os seus ganhos enquanto você não se dedicou a evoluir, seja em que campo for? Tem um corpo lixo, uma cara mais feia que cú cagando, uma saúde de merda prejudicada por todas as abstinências possíveis, uma lista de contatos lixos com gente mais fracassada que você, morando numa casa escrota com carro bosta? Ficou burro de uma hora para outra e esqueceu de como fazer contas? 

Betinha dando orgulho desde pequeno!

Acredito piamente que esse mito da "IF fácil" surgiu em um momento errado na vida de todos os betas. Como todos já viram nos mais diversos posts que esse pobre-diabo postou, sempre incentivou-se que os betas se desenvolvessem, porém o preço pago ao se abstrair de tudo que possa "afetar" a IF acaba sendo muito prejudicial ao seu psicológico débil. No meu caso, por exemplo, desfrutar do álcool e do carro são fundamentais. Como eu conseguiria sobreviver a esse mundo lixo se minha mente não estivesse dopada pelo álcool e tivesse que ficar sendo humilhado todos os dias da minha vida por ter que pegar ônibus até para tentar me divertir, sendo visto como um pedaço de merda fedida por todos?

Entendam, seus animais, não estou dizendo que vocês devem ser como a maioria dos idiotas símios dos brasileiros que vivem como se não houvesse amanhã. O que digo é que vocês deveriam realizar pequenas concessões em forma de recompensas para cada mínima conquista realizada (que conforme o dicionário diabístico demos o nome de micrometas). Além disso, ter um planejamento é fundamental, haja vista que se vivermos nossas vidas lixo até os 70 anos (expectativa de vida média de um brasileiro), nosso sofrimento será muito menor se soubermos nos adequar à nossa realidade.

Antes de partirmos aos cálculos, precisamos primeiro estabelecer algumas premissas diabísticas de desenvolvimento.

A primeira de todas é não casar ou ter um relacionamento amoroso enquanto for novo. Se você o tiver, no mínimo as contas devem ser divididas (porém seu poder de investimento é reduzido ante a todas as frescuras que as mulheres amam). E por quê? Porque estes minguam os seus recursos financeiros antes de virarem patrimônio. Como o psicológico do beta é fraco e nojento, basta uma trepadinha mais animada para ele meter a mão no bolso e realizar todas as vontades da sua mulherzinha mediana. Você já é um bosta hoje em dia, o que vai te impedir de ser um bosta no futuro? Você nunca vai pegar panicats ou novinhas e se pegar, pode ter certeza que elas irão te arruinar e não vão transar com você. Sei que esse já é um assunto muito batido, mas nunca é demais reforçar. 

A cara que uma mulher faz para um alfa e a que faz para o beta que acha ter chances com ela.

A segunda é evitar sonhar com o impossível. Você nunca vai atingir a independência financeira poupando R$500 por mês e os colocando na poupança, seja de que merda de banco for. Você não vai se relacionar com loiras saradas e novinhas porque elas tem nojo de derrotados. Até eu que sou um beta B estou quase vomitando aqui ao sentir o seu cheiro de fracassado. Além disso, considerando que as chances de fracasso são muito superiores às de sucesso, o mais provável que aconteça é que você será aos seus 65 anos um aposentado que estará sujeito ao RGPS (Regime Geral de Previdência Social), cuja aposentadoria estará sujeira ao máximo estabelecido pelo INSS (hoje é por volta dos $5,5 mil). Assim, se você já previu que não conseguirá poupar o suficiente para a IF dentro de um prazo adequado, então poupe o suficiente para pelo menos ter uma boa reserva para satisfazer suas necessidades animalescas.

Não, beta, você nunca será o Flávio Briatore "investindo" R$500 por mês. Ponto.

A terceira é não deixar o acaso te sabotar. Daí você se pergunta: "Diabão como eu posso ser mais sabotado do que já sou?". Calma, animal, já te explico. Lembra quando comentamos que a maioria dos betas acabam se apaixonando por qualquer lombriguenta que dê o mínimo de atenção à ele? Ao receber um sexozinho mais ou menos em um momento de carência, o beta acaba se apaixonando e cedendo a tudo que lhe é demandado. Outra questão é a questão do carro. Entenda, antes de tudo, sua toupeira-cega, que independente do carro que você tiver, só o carro não lhe garantirá a foda sonhada. Você pode chegar de Mustang na frente de quaisquer grupos de mulheres, porém ao sair com sua carcaça de beta sequela ou sua pança de gordo tetudo, além de sua cara de burro, você será motivo de chacotas e não pegará ninguém. No máximo será um taxista/uber de luxo. Assim, se for pra comprar um carro, compre um que lhe dê o mínimo de conforto e o mínimo de despesa possível. Financiamento? Jamais! O ideal é um veículo premium com 8 anos ou mais de uso, em boas condições, haja vista que a sua depreciação já está num nível estável e muito provavelmente não dará muitas despesas com manutenção, além de te proporcionar um bom conforto.

A quarta é basicamente o gasto com coisas baratas que dão um push legal em suas condições gerais. E o que seria isso? Seria ter uma roupa melhor em que você não parece um mendigo ou um abobado anacrônico. É óbvio que você não irá torrar suas economias com pedaços de pano apenas para ser notado/admirado pelos outros, mas o mínimo de conforto é necessário. Outra coisa seria ter um bom tênis para corrida, haja vista que esse exercício é o que provavelmente trará resultados mais rápidos ao beta, além de fazer bem à saúde. Pelo menos sua barriga flácida e lombriguenta irá diminuir. Musculação, luta, aulas de dança, aulas de música, entre outras atividades que exijam um maior tempo de resposta, poderão te desanimar em decorrência do empenho necessário e demora de retorno, logo se for para o beta desistir que pelo menos não perca (muito) dinheiro com isso.

Típico beta achando que seu estilo swag está deixando todas as novinhas molhadas.

A quinta é ter atitude. Não adianta nada ficar atrás do teclado do seu computador/celular distribuindo o ódio pelo mundo só porque você nasceu com uma genética lixo e numa família pobre. Claro que seu empenho será muito superior ao de qualquer semi-alfa, mas nada te impede de pelo menos ser um beta A. Vai ficar reclamando da vida achando que vão te pagar R$10 mil por mês sem ter especialização e cursos na área? Vai receber um bom salário sendo que acabou de conseguir um emprego? Vão te levar a sério se você mesmo não se respeita? O que te impede de agir seria receber uma negativa? Você já é um bosta zoado a vida inteira, um "não" a mais não fará diferença em todas as zoações que você já sofreu.

Agora, vamos aos cálculos.

CÁLCULO DOS GASTOS FIXOS

Inicialmente, é necessário calcular os gastos mensais que nós betas teremos. Precisamos dividir essa seção em moradia, transporte, alimentação, vestuário, lazer e diversos a fim de facilitarmos os cálculos. Os valores serão arrendondados como forma de simplificação.

Quanto a moradia (M), você mora sozinho (fatorM = 1), com amigos (fatorM = 1/número de amigos) ou com os pais/familiares (fatorM = 0)? Nesta seção, precisamos adicionar valores de gastos fixos que são aluguel, conta de luz, conta de água e internet. Não adiciono aqui o IPTU porque é uma despesa que não gera dores de cabeça a curto prazo caso não seja paga, porém será adicionado na aba diversos. Também não adiciono telefone porque o mais adequado para o beta é o plano pré-pago.

Fórmula: 
M = (aluguel + água + luz + internet) x fatorM

No meu caso, fica assim:
M = (0 + 64 + 64 + 120) x 1 = R$248,00

Quanto a transporte (T), a principal variável é a distância da sua casa até o seu emprego. Você tem carro, usa transporte fretado (taxi, uber, caronas em que paga parte dos gastos) , usa transporte público, vai a pé ou vai de bicicleta? Qual é o consumo do carro? Aqui percebemos que o principal fator é a proximidade do emprego de beta de sua casa. O IPVA aqui terá o mesmo tratamento do IPTU e será adicionado na aba diversos.

Fórmula para carro próprio:
T = (distância em km x 2 x dias trabalhados x preço do litro do combustível) / consumo

Fórmula para transporte fretado (taxi/uber/carona):
T = valor do serviço x 2 x dias contratados 

Fórmula para transporte público: 
T = valor da passagem de ônibus x 2 x dias utilizados 

No meu caso, fica assim (carro próprio): 
T = (20 x 2 x 25 x 3,5) / 9 = R$388,90 

Quanto à alimentação (A), esse Pobre-diabo varia entre refeições no restaurante e refeições caseiras. Quando almoço no restaurante, o prato livre custa R$12,00. No lanche, geralmente como uma coxinha ao custo de R$ 4,00. Quando a refeição é caseira, a marmita geralmente é batata doce, salada e frango assado, a qual também acaba sendo a janta, custando R$5,00. Evite refrigerante, isso é açúcar puro e vai fazer essa sua pança de Jabba ficar mais ridícula do que já é.


O Jabba é como o beta gordo asqueroso e tetudo é visto; no lugar da princesa Leia estaria uma mulher igual o Marquito, que mesmo assim colocaria chifres terríveis nele

Fórmula: 
A = (café da manhã x dias) + (almoço x dias) + (lanche x dias) + (janta x dias)

No meu caso, fica assim: 
A = (3 x 30) + (12 x 25) + (4 x 20) + (5 x 30) = R$620,00

Quanto ao vestuário (V), como faço compras a cada meio ano, acho conveniente dividir o valor gasto nas compra de roupas e calçados por 6. Óbvio que não compro roupas de marca e sempre aproveito as promoções, mas isso não é motivos pra você comprar trapos.

Fórmula: 
V = valor do gasto com vestuário semestralmente / 6

No meu caso, fica assim: 
V = 800 / 6 = R$133,30

Quanto ao lazer (L), eu sempre deixo uma quantia de R$700,00 para que eu possa gastar a vontade. Como só gasto em cerveja, militares e uma mensalidade de futebol (uma vez por semana) com outros betas, além de minha introspecção e da minha sovinice não me permitirem frequentar ambientes como baladas e bares de luxo, esse valor é suficiente. Às vezes passa quando vou a um restaurante um pouco melhor, às vezes sobra quando os evito. 

Fórmula: 
L = valor fixo deixado para lazer

No meu caso, fica assim:
L = R$700,00

Quanto aos diversos (D), aqui incluo todas as obrigações que não foram incluídas nas listas anteriores, os investimentos e as eventualidades que surgem. Geralmente deixo R$100,00 de crédito, o qual raramente é utilizado (não informarei meu investimento nesse momento, farei um post específico sobre isso).

Fórmula: 
D = eventualidades + investimento + parcela do automóvel + parcela do imóvel + (IPTU + IPVA) / 12 

No meu caso, fica assim:
D = 100 + ? + 0 + 0 + (500 + 1540) / 12 = R$ 270,00

Ao final, meus gastos fixos mensais acabam sendo a somatória de R$248,00 + R$388,90 + R$620,00 + R$133,30 + R$700,00 + R$270,00 = R$2.359,90. 

Esse é um valor gasto para possuir uma vida confortável sem muitas restrições e morando sozinho, com carro quitado e casa quitada para um beta B como eu. Considero, claro, que o fato de possuir carro, depois que o dinheiro foi gasto com isso, incute automaticamente uma despesa com combustível e IPVA, os quais somados dão R$517,30 (R$388,90 + $1.540/12). Claro que não calculei a depreciação do veículo, assim como o seu preço de mercado. Só com o imóvel, junto com o seu imposto e despesas de água/luz/internet, acabo gastando R$289,70 (R$248,00 + $500/12). Se eu não tivesse casa e carro, minhas despesas estariam R$807,00 menores. Caso eu estivesse vivendo no tipo de vida de restrição extrema e não tivesse adquirido casa e carro, minhas despesas estariam muito mais baixas. Mas eu ainda acho que um pouco de conforto é algo adequado.

Esse panorama que apresentei seria um quadro geral de gastos com um pouco de liberdade e conforto, nos quais eu não precisaria me sacrificar demais para economizar o máximo possível. Porém, precisamos adaptar isso à realidade de cada tipo de beta. Assim vamos às contas novamente. Para saber o seu nível alfa-betístico, clique aqui.

Acrescentarei no final de cada demonstração o Salário ideal para o beta, que será um valor que considerará o quanto um beta, dependendo do seu grau de betismo, deverá ganhar mensalmente para ter uma vida digna, com direito a um bom conforto e prazeres. Com esse salário ele poderá viver bem, feliz e sem a terrível depressão betística que nos assola. Para que entendam os cálculos desse salário, eu peguei o valor do salário total calculado, multipliquei por um "multiplicador diabístico de satisfação" (MDS), que é um número que indica o quanto o beta deve melhorar suas despesas fixas em porcentagem, e adicionei os gastos para prazeres diabísticos (GPD), em que constam os gastos sexuais mais os gastos com poupança/investimento, que garantirão nossa vida futura e darão tanto prazer quanto a questão sexual. Sem o GPD, o futuro betístico de conforto e paz não estará garantido. Percebam que quanto maior for o nível betístico, maior será o MDS e o GPD, os quais demonstram que quanto mais beta você for, mais recursos necessitará para ser feliz e mais difícil será ascender para niveis betísticos mais elevados.


QUANTO UM BETA DEVE GANHAR?

Nessa seção apresentaremos os gastos fixos para a sobrevivência do beta conforme o seu nível betístico para manter o seu estado atual, sem nenhum acréscimo de qualidade de vida, apenas o básico. Entendam que o salário apresentado aqui é o básico mesmo, geralmente o que o beta ganha de fato, não tendo condições de ascender a níveis mais altos ganhando essa miséria que foi exposta. Na sequência, será apresentado o salário ideal para que o beta tenha uma vida digna e com o mínimo de prazer, incluindo gastos com lazer, sexo, conforto, bem-estar e, logicamente, o valor que ele deve poupar/investir para garantir o seu futuro de sucesso, sem isso ele será mais um beta imundo no mundo, que por não pensar no futuro vai ter um velhice de merda, sendo um beta velho, horroroso, asqueroso, solitário e doente, que provavelmente morrerá na fila do SUS.


BETA A

O beta A se destaca dos demais betas por não ser semelhante a um deficiente mental de alta funcionalidade, podendo ter uma vida social um pouco mais motivada e não ser tão repulsivo como betas inferiores a si.

Moradia
Geralmente o beta A pode morar com os pais até os seus 35 anos, porém os ajuda com as despesas caseiras para não ser mais ridicularizado do que já é. Depois se muda para morar com outros amigos tão betas como ele ou com a esposinha mediana. Dessa forma, utilizaremos o fatorM = 1/pessoas. Considerando que o beta A com certeza é de classe média, possui no mínimo um irmã(o) beta que também contribui e sua casa não é grande, mas não é pequena e ele não mora em muquifo, suas despesas com moradia ficam assim:

M = (aluguel + água + luz + internet) x fatorM
M = (1.500 + 50 + 50 + 70) x 1/4 = R$417,50     (com família ou amigos)
M = (1.500 + 50 + 50 + 70) x 1/2 = R$835,00     (com esposinha que trabalha)
M = (1.500 + 50 + 50 + 70) x 1/1 = R$1.670,00     (com esposinha que não trabalha)

Transporte
O beta A possui um carro popular que não é novo, mas também não é velho, geralmente é 1.0. Não chama a atenção porque é simples, a não ser que faça um xuning deixando ele uma nave espacial de Star Wars. Sempre trabalha longe de casa. Se não tem carro, anda de ônibus, nunca de táxi/Uber. Não vai a pé ao serviço nem de bicicleta porque sabe que é um alvo a ser atropelado tamanha a raiva que o mundo tem dele. Cálculo:

T = (distância em km x 2 x dias trabalhados x preço do litro do combustível) / consumo
T = 30 x 2 x 25 x 3,5 / 12 = R$437,50     (quando trabalha sozinho)
T = 30 x 2 x 25 x 3,5 / 12 = R$875,00     (quando leva a esposinha para o trabalho)

Alimentação
A alimentação do beta A é simples. Ele não frequenta restaurantes caros e não se alimenta direito, por isso é fraco. Ainda se dá ao luxo de comer em lugares não tão zoados. Sempre toma café da manhã em casa, assim como a janta.

A = (café da manhã x dias) + (almoço x dias) + (lanche x dias) + (janta x dias)
A = 1 x 30 + 9 x 25 + 1 x 25 + 5 x 30 = R$430 

Vestuário
O vestuário do beta A é simples. Não usa roupas boas nem ruins. Usa roupas que destacam seu físico escroto e risível. Compra roupas a cada 6 meses. Valores:

V = valor do gasto com vestuário semestralmente / 6
V = 600 / 6 = R$100,00

Lazer
O lazer do beta A é fazer coisas simples, mas sempre com alguma companhia. Ele não chega nem perto de ser um alfa, mas mesmo assim consegue ser um pouco feliz em hobbies como futebol, academia etc. Compra jogos eletrônicos não com muita frequência, bebe pouco álcool, tem alguns amigos que valem a pena jogar uma conversa fora e transam às vezes com alguma mulher de nível baixo para médio. Bem desenvolvido consegue ter uma vida relativamente boa.

L = valor fixo deixado para lazer
L = R$600,00

Diversos
O beta A é precavido e não atrasa suas contas porque sabe que não possui poder de barganha para negociar eventuais ações de cobrança. Seu carro popular é financiado com um valor não muito alto. Seu investimento é nulo porque ele tem que planejar isso em outro momento (ou seja, nunca).

D = eventualidades + investimento + parcela do automóvel + parcela do imóvel + (IPTU + IPVA) / 12 
D = 100 + 0 + 400 + 0 + (500 + 900) / 12 = R$616,70


Total
BETA A solteiro: 417,50 + 437,50 + 430 + 100 + 600 + 616,70 = R$2.601,70
BETA A casado: 1670 + 875 + 430 + 100 + 600 + 616,70 = R$4291,70


Salário ideal para o beta A
Como o beta A já está em um nível mais avançado que betas escrotos como os B, C e D, necessitando de um pouco menos que os demais. Não precisa investir pesadamente em seu visual, pois não tem cara de cu arregaçado cagando. Nos hobbies e lazer ele tem um pouco de contato social, então não gastará tanto também. Betas A conseguem comer vez ou outra civis com maior frequência que os demais excrementos humanos, então gastará menos com sexo. Consideremos aqui então o mínimo para ele ter um carro bom, transar com civis e militares (vocês entenderam, né?) e gastar mais com seu conforto e bem-estar. Considere que para ele estar bem de verdade, necessita melhorar todos os itens fixos, quais sejam: moradia, transporte, alimentação, vestuário, lazer e diversos. De uma forma bem simples, multiplicarei  o salário total por 1,25 (multiplicador diabístico de satisfação ou MDS), visto que o beta A necessita melhorar em 25% todos os itens para ter uma boa satisfação, acrescentarei R$2.000,00 de poupança/investimento para garantir sua segurança financeira e mais o valor de R$1.000,00 para gastos sexuais (uma profissional por semana de R$250,00 ou outros gastos com civis), esses dois itens eu denominei de "gastos para prazeres diabísticos" (GPD).

SI solteiro: R$2.601,70 x 1,25 + R$2.000,00 + R$1.000,00 = R$6.252,12
SI casado: R$4291,70 x 1,25 + R$2.000,00 + R$1.000,00 = R$8.364,62
_________________________________

BETA B

O beta B é quase um deficiente mental de alta funcionalidade e é repulsivo, mas não tanto quanto um beta C. Sempre anda de cabeça baixa porque tem medo de enfrentar o mundo. Vive em picos de tristeza/depressão e pequenos momentos de alegria, que passam rápido pois o mundo conspira contra a sua felicidade.

Moradia
Geralmente o beta B mora com os pais até os seus 35 anos, porém não os ajuda com as despesas caseiras por ser fracassado (utilizaremos o fatorM = 0). Só se muda para morar com a esposinha mediana inferior (utilizaremos o fatorM = 1/pessoas). Considerando que o beta B com certeza é de classe média, sua casa é pequena e ele ainda não mora em muquifo, suas despesas com moradia ficam assim:

M = (aluguel + água + luz + internet) x fatorM
M = (700 + 40 + 40 + 70) x 0 = R$0,00     (com família)
M = (700 + 40 + 40 + 70) x 1/2 = R$425,00     (com esposinha que trabalha)
M = (700 + 40 + 40 + 70) x 1/1 = R$850,00     (com esposinha que não trabalha)

Transporte
O beta B possui um carro velho com mais de 20 anos só para não pagar IPVA (em alguns estados do norte, o IPVA deixa de ser cobrado quando o carro tem 10 anos). Quase sempre é 1.0. Não chama a atenção porque é velho. Sempre trabalha longe de casa. Se não tem carro, anda de ônibus, nunca de táxi/Uber. Não vai a pé ao serviço nem de bicicleta porque pode ser assaltado e ter sua bicicleta ou sapatos roubados (só para ser humilhado). Cálculo:

T = (distância em km x 2 x dias trabalhados x preço do litro do combustível) / consumo
T = 30 x 2 x 25 x 3,5 / 12 = R$437,50     (quando trabalha sozinho)
T = 30 x 2 x 25 x 3,5 / 12 = R$875,00     (quando leva a esposinha para o trabalho)

Alimentação
A alimentação do beta B é simplíssima. Apenas arroz, feijão e uma carne. Ele não frequenta restaurantes, geralmente come marmita. Só come em lugares zoados. Sempre toma café da manhã em casa, assim como a janta.

A = (café da manhã x dias) + (almoço x dias) + (lanche x dias) + (janta x dias)
A = 1 x 30 + 5 x 25 + 1 x 25 + 5 x 30 = R$330 

Vestuário
O vestuário do beta B é simples. Usa roupas ruins as quais destacam seu físico escroto e risível. Compra roupas a cada 12 meses. Valores:

V = valor do gasto com vestuário semestralmente / 12
V = 600 / 12 = R$50,00

Lazer
O lazer do beta B é com jogos eletrônicos que (ainda) compra com média frequência e bebe uma quantidade significativa de álcool porque precisa esquecer as amarguras da vida e tentar não lembrar porque está vivo. 

L = valor fixo deixado para lazer
L = R$400,00

Diversos
O beta B é pouco precavido e sempre atrasa suas contas porque é fracassado. Seu carro velho é financiado com um valor baixo. Seu investimento é nulo porque ele tem que planejar isso em outro momento (ou seja, nunca).

D = eventualidades + investimento + parcela do automóvel + parcela do imóvel + (IPTU + IPVA) / 12 
D = 0 + 0 + 200 + 0 + (300 + 0) / 12 = R$225,00

Total
BETA B solteiro: 0 + 437,50 + 330 + 50 + 400 + 225 = R$1442,50
BETA B casado: 850 + 875 + 330 + 50 + 400 + 225 = R$2730,00

Salário ideal para o beta B
Como o beta B está em um nível abaixo do beta A e essa diferença é relativamente gritante em termos de genética e sociabilidade, o beta B necessitará de mais recursos, obviamente, que o beta A para ser feliz, diferente disso ele continuará sendo eternamente um beta depressivo como eu. Como o beta B já é zoado visualmente, não tem muito dinheiro, é escroto e covarde, ele necessita compensar diversos desses itens com mais dinheiro para que não viva eternamente como um ser asqueroso, um verdadeiro repelente de mulheres. Este tipo de beta, para ser destacado, necessita de um carro no mínimo confortável e de bom gosto, viver com mais abundância de recursos e ter prazeres sexuais que a ele foram negados pela natureza. Sendo assim, considerando os itens moradia, transporte, alimentação, vestuário, lazer e diversos, e que este beta têm condições de vida de merda, para que tenha um upgrade excelente, deverá ter um acréscimo enorme em sua qualidade de vida. Para tanto, multiplicarei  o salário total por MDS = 3, visto que o beta B necessita melhorar em 300% para ter uma boa satisfação, acrescentarei R$2.000,00 de poupança/investimento para garantir sua segurança financeira e mais o valor de R$2.000,00 para gastos sexuais (duas profissional por semana de R$250,00, mais R$500,00 para gastos com civis), ou seja, GPD = R$4.500,00.

SI solteiro: R$1442,50 x 2 + R$2.000,00 + R$2.500,00 = R$7.385,00
SI casado: R$2730,00 x 2  + R$2.000,00 + R$2.500,00 = R$9.960,00
 
_________________________________

BETA C

O beta C é um deficiente mental de alta funcionalidade tão repulsivo quanto um cachorro sarnento com cancros abertos podres e fedorentos. Acreditam que ele não tem alma, tamanho o nível de escrotice desse ser.

Moradia
O beta C definitivamente mora com os pais sem ter uma data limite para sair de casa, não os ajuda com as despesas caseiras por ser fracassado (utilizaremos o fatorM = 0), além de darem despesas extras aos seus pobres-diabos pais, os quais se perguntam porque essa desgraça lhes ocorreu. Nunca irá se mudar para morar com a esposinha lixenta porque nem as piores mulheres o querem. Considerando que o beta C com certeza é de classe média baixa, sua casa é pequena e um muquifo, suas despesas com moradia ficam assim:

M = (aluguel + água + luz + internet) x fatorM
M = (400 + 40 + 40 + 70) x 0 = R$0,00     (com família)

Transporte
O beta C não possui carro. Sempre trabalha longe de casa ou quando trabalha perto é porque dorme na rua. Só anda de ônibus, nunca de carro/táxi/Uber, pois ninguém quer que seu cheiro de fracassado impregne nos bancos. Se não for de ônibus ao trabalho, vai a pé ou bicicleta e não liga se for assaltado ou atropelado porque viver para ele é um sacrifício. Cálculo:

T = valor da passagem de ônibus x 2 x dias utilizados 
T = 4 x 2 x 25 = R$200,00

Alimentação
A alimentação do beta C é simplíssima. Apenas aqueles salgadinhos de R$1 ou pão com mortadela e margarina. Queijo? Isso é luxo. O único restaurante que frequenta é a cozinha das pessoas que tem pena dele e o alimentam com peso na consciência. Toma café da manhã em casa, assim como a janta, pois a única coisa que sabe fazer bem é explorar os outros.

A = (café da manhã x dias) + (almoço x dias) + (lanche x dias) + (janta x dias)
A = 1 x 30 + 3 x 25 + 0 + 3 x 30 = R$195 

Vestuário
O vestuário do beta C é ridículo. Ele usa roupas que tem mais de 1 a 2 anos. Suas "aquisições" são as roupas que ganha das pessoas que nunca são do seu tamanho e quando compra geralmente são roupas de bazar de igrejas pobres. Valores:

V = valor do gasto com vestuário semestralmente / 12
V = 300 / 12 = R$25,00

Lazer
O lazer do beta C é com jogos eletrônicos que pirateia, com as bebidas mais baratas possíveis (porque precisa esquecer o porque de estar vivo) e ser um hater ou troll, seja quando fala mal dos outros ou quando conta suas mentiras pela internet. 

L = valor fixo deixado para lazer
L = R$300,00

Diversos
O beta C não tem precaução e alguma sempre atrasa suas contas porque é fracassado e inútil, haja vista só servir para dar despesas aos outros. Não possui carro. Seu investimento é inexistente porque seu fracasso o impede de sequer imaginar que vai estar vivo no futuro.

D = eventualidades + investimento + parcela do automóvel + parcela do imóvel + (IPTU + IPVA) / 12 
D = 0 + 0 + 0 + 0 + (0 + 0) / 12 = R$0,00

Total
BETA C solteiro: 0 + 220 + 195 + 25 + 300 + 0 = R$740,00
BETA C casado: geralmente eles são escravos durante casados com sua gorda feia, gastarão mais de R$1.500,00, porém serão corneados e abandonados. Por fim, a orca levará tudo que o beta imundícia tinha.

Salário ideal para o beta C
O beta C está em um nível abaixo do beta B e essa diferença é mais gritante ainda quando comparada ao beta A. Um beta C subir de nível é algo extremamente difícil, necessitando de um desenvolvimento muito grande para conseguir, pelo menos, chegar ao nível B. Sua genética é pútrida,  seu social é nível autista. Se ele se manter com o salário total indicado, sempre será um ser despresível e depressivo. Assim, como o beta B, ele necessita compensar diversos dos itens citados, porém com mais dinheiro ainda. No caso desses imundícias, é necessário um gasto maior ainda em seu bem-estar, pois só o dinheiro lhe dará maia atenção e prazer. Para aumentar a qualidade de vida deste beta, multiplicarei os itens de gastos fixos por um MDS = 5, garantindo um aumento de 500%, acrescentando R$2.000,00 de poupança/investimento para garantir sua segurança financeira e mais o valor de R$3.000,00 para gastos sexuais (três profissional por semana de R$250,00), visto que esse beta nunca transa com civis, ou se transa é apenas com baleias fedidas, ou seja, GPD = R$5.000,00.

SI solteiro: R$740,00 x 5 + R$2.000,00 + R$3.000,00 = R$8.700,00
SI casado: Caso esse imundo se case, como é um beta escroto e servirá apenas de provedor, considere-se um valor de R$8.700,00 + R$4.000,00 ("salário da esposinha") = R$12.700,00

_________________________________

BETA D

O beta D é muito mais que um deficiente mental. Ele é um animal irracional. Nem para peso de porta ele serve. É um completo inútil. Só serve para atrapalhar a vida das pessoas que ainda nutrem algum sentimento de compaixão por essa coisa.

Moradia
O beta D definitivamente mora com os pais sem ter uma data limite para sair de casa, não os ajuda com as despesas caseiras por ser fracassado (utilizaremos o fatorM = 0), além de darem despesas extras aos seus pobres-diabos pais, os quais se perguntam porque essa desgraça lhes ocorreu. Nunca irá se mudar para morar com a esposinha lixenta porque nem as piores mulheres o querem. Considerando que o beta D com certeza é de classe média baixa para menos, sua casa é pequena e um muquifo, suas despesas com moradia ficam assim:

M = (aluguel + água + luz + internet) x fatorM
M = (300 + 40 + 40 + 70) x 0 = R$0,00     (com família)

Transporte
O beta D não possui carro. Não trabalha. Eventualmente anda de ônibus quando precisa sair da sua reclusão, nunca de carro/táxi/Uber, pois ninguém quer que seu cheiro de fracassado impregne nos bancos. Cálculo:

T = valor da passagem de ônibus x 2 x dias utilizados 
T = 4 x 2 x ? = R$0,00

Alimentação
A alimentação do beta D é uma incógnita. Talvez tenha comido alimentos radioativos que danificaram ainda mais o seu cérebro lesado. Ou se retroalimenta (come suas próprias fezes). Quando se alimenta com comida normal, sempre será da cozinha das pessoas que tem pena dele e o alimentam com peso na consciência. Toma café da manhã, almoça e janta na casa dos pais, pois a única coisa que sabe fazer bem é explorar os outros e ser um completo estorvo.

A = (café da manhã x dias) + (almoço x dias) + (lanche x dias) + (janta x dias)
A = 0 + 0 + 0 + 0 = R$0 

Vestuário
O vestuário do beta D é digno de pena. Pior que o beta C, suas roupas tem mais de 2 a 3 anos. Suas "aquisições" são sempre as roupas que ganha das pessoas e como tem síndrome de acumulador, nunca joga seus trapos fora. Valores:

V = valor do gasto com vestuário semestralmente / 12
V = 0 / 12 = R$0,00

Lazer
O lazer do beta D é com jogos eletrônicos que pirateia. Só bebe álcool quando alguém compra para ele. Como é um completo retardado, não sabe nem porque está vivo. Quase sempre é hater ou troll, pois como sua vida é uma desgraça, só sabe falar mal dos outros e contar mentiras pela internet. 

L = valor fixo deixado para lazer
L = R$100,00 (que ganha como mesada)

Diversos
O beta D não tem precaução porque não possui obrigações. As únicas contas que possui são suas contas de email, em sites de jogos eletrônicos, sites pornográficos ou em fóruns/blogs. Só serve para dar despesas aos outros. Não possui carro. Não possui vida. 

D = eventualidades + investimento + parcela do automóvel + parcela do imóvel + (IPTU + IPVA) / 12 
D = 0 + 0 + 0 + 0 + (0 + 0) / 12 = R$0,00


Total
BETA D solteiro: 0 + 0 + 0 + 0  + 100 + 0 = R$100,00
BETA D casado: não existe

Salário ideal para o beta D
O beta D na verdade já nasceu morto. Sua vida consiste em depressão. Normalmente consiste naqueles caras doentes, extremamente tímidos, com sociabilidade nível zero e sem nenhuma habilidade. Não trabalham, tomam remédios, não tem amigos, não transam. Não saem de seus quartos para nada. Sua vida é um inferno. Considero que um beta desses só teria uma melhoria em sua qualidade de vida se ganhasse na loteria ou algum bom dinheiro misteriosamente. Pensar em salário ideal seria algo ilógico, pois esses imundonão vivem, apenas sobrevivem, não sendo capazes de ganhar dinheiro para nada. Portanto, neste nível não acrescentarei salário ideal, pois a única solução seria se eles ganhassem uma herança fodida ou na Mega Sena. Nesse caso, não existe o multiplicador diabístico de satisfação (MDS), pois este ser não tem dinheiro para nada. Apenas apresenta um GPD virtual, pois o real não existe, visto que ele não sai do quarto e é sustentado pelos pais ou avós. Este GPD virtual seria a única coisa que salvaria a vida de um beta D e seu valor deveria ser se R$2.000.000,00, que obviamente ele nunca ele irá ganhar, por isso chamei de virtual,

SI solteiro: se ganhasse um prêmio de R$2.000.000,00 na loteria

SI casado: Não existe beta D casado
 

CONCLUSÃO

O famoso post dos salários foi cientificamente calculado para ser um guia para todos os betas, a fim de acabar de vez com a ilusão que muitos vivem. Aqui somos betas realistas e precisamos saber exatamente como é a vida e o que necessitamos para ser feliz, não devendo ter espaço para sonhadores de contos de fadas que acham que terão carros esportivos de meio milhão e comerão todo dia em restaurantes de ricos acompanhados por modelos nórdicas gostosas. Isso não foi feito para betas! Foram expostos a média, geralmente, do que cada beta recebe por mês e na sequência o quanto deveria receber a fim de ter uma vida digna, com direito a conforto e prazeres

Considere-se que existem os fatores MDS (multiplicador diabístico de satisfação), que contempla a porcentagem a mais em cima dos gastos fixos que o beta deve ter, e GPD (gastos para prazeres diabísticos), que contempla os gastos com poupança/investimento para manter sua vida de conforto e prazer no presente e no futuro, incluindo gastos com sexo (não adianta falar que você só pega civil, pois como beta você só pega mulheres de baixa qualidade e se for para querer qualidade, só pagando, ainda mais se for velho). Vimos que quanto maior for o grau de betismo, maior será o MDS e GPD necessários, refletindo a grande dificuldade em ascender de nível e o quanto de dinheiro será necessário para tal. Isso é para acabar de vez com o mito de que tudo é possível e que um beta pode sim virar alfa. Isto é impossível!
 
Entenda que apresentamos aqui os salários ideais realistas que o beta necessita ganhar para ser feliz, salários estes que não são impossíveis de receber, basta um bom desenvolvimento social, intelectual e profissional. Aqui não há espaço para devaneios mentais, em que betas acham que um dia receberão R$30.000,00 mensais, pois isto é impossível em se tratando de betas e apenas uma porcentagem muitíssima pequena, quase irrisória, da população ganha isso, não sendo um beta escroto que será um deles com toda a certeza.

Por fim, para ter uma vida relativamente boa em questões de moradia, transporte, alimentação, vestuário, lazer, segurança financeira e sexo, considerando suas características intrínsecas de betismo, no mínimo, um beta A deveria ganhar mensalmente R$6.252,12; um beta B deveria ganhar R$7.385,00; um beta C deveria ganhar R$8.700,00; e um beta D só melhoraria de vida se ganhasse milhões de reais na loteria.


Abraço do Pobre-diabo!